domingo, 31 de dezembro de 2006

Você tem um caderno dos sonhos????

Você tem um caderninho ou livrinho contendo seus "sonhos" de patch? Um lugar onde você possa olhar frequentemente e convencer a si mesma: " Eu vou fazer isto!!!"
Confesso que não tenho dado muita atenção ao meu caderninho de rascunhos, mas este ano de 2007 ele vai ter um up grade daqueles!
O seu caderninho ou livrinho pode ser um lugar onde você pode colar imagens ou fotos de trabalhos que um dia você gostaria de fazer; você pode colocar pequenos retalhos de tecido que você gostaria de usar em suas futuras criações; fazer anotações dos festivais que você gostaria de participar; descrever aulas que você gostaria de ter; ou ser ousada e pensar em escrever um livro sobre patch, que tal?
Quais são os livros que você gostaria de possuir?
Coloque qualquer coisa e tudo o que você pensa no seu santo caderninho....e algo ocorrerá quando você menos esperar....
Você ficará surpresa em como estará trabalhando muito mais para que os seus "sonhos" tenham andamento e se concretizem. Não esqueça sempre de carregar o caderninho com você e olhe-o frequentemente... e o mais importante... mãos à obra!

Ring sou Criativa...

Há muito tenho pensado em como divulgar Blogs de pessoas que apóiam os direitos autorais, são criativas e utilizam sempre patterns e livros originais, então, criei o Ring "Sou Criativa - Patterns Originais".
Ora, o que é um Ring? É um espaço criado para agregar sites com interesses em comum onde outras pessoas podem visitar seu espaço com mais facilidade. No caso do meu ring, para participar é só ter um blog (sobre patchwork ou outro foco), respeitar os direitos autorais, ser criativa e utilizar moldes e livros originais para os seus trabalhos, depois é só clicar em Join e preencher os dados do seu Blog. Para seu Blog ser aprovado você deverá colocar o código html em sua página fornecido pelo ring (isto é muito importante porque sem ele você não conseguirá participar).
Pronto! Bem vinda ao nosso Ring! Obrigada por apoiar as pessoas de cabeças pensantes deste Brasil!
Em tempo: Feliz Ano Novo!

quarta-feira, 20 de dezembro de 2006

Natal e 2007...

As mensagens começam a ficar escassas, os afazeres de casa maiores, as correrias de fim de ano (para quem as tem) também, então, envio minha mensagem de final de ano a todos que ainda estão por aqui.
Obrigada a todas que colaboraram e muito com o meu espaço. Nunca imaginamos que um espaço que não existe fisicamente possa ser tão produtivo e criativo, carregado de emoções e desabafos.
Obrigada a todas que compreenderam que valemos muito mais do que um pedaço de xerox ou pano, que somos enxergadas pelas qualidades que temos e não pela quantidade de "coisas" que acumulamos...

No próximo ano, viva o seu talento...
Se alguém lhe procurar com muito trabalho; é porque você tem capacidade (não fuja dele)
Se alguém lhe procurar muito triste; é porque você tem entusiasmo (desfrute-o sempre)
Se alguém lhe procurar com dor; é porque você pode ter a cura (não economize suas palavras em seus e-mails)
Se alguém lhe procurar com lágrimas; é porque você tem o sorriso ( e você pensava que não, não é?, mesmo virtualmente vemos as pessoas sorrirem no teclado)
Se alguém lhe procurar com versos; é porque você tem a música (da alma, do coração...e você achava que era péssima no videokê...)
Se alguém lhe procurar com palavras; é porque você sabe ouvir ( ah, isto sim.... o silêncio é duro.....)
Se alguém lhe procurar com dúvidas; é porque você tem as soluções (não fuja delas!!!)
Se alguém lhe procurar com desânimo; é porque você tem o estímulo (não preciso dizer que temos ótimas estimuladoras aqui!!!)
Se alguém lhe procurar com medo; é porque você tem amor! (doe, distribua seu bem mais valioso....)
No próximo ano que todas reflitamos sobre nossa vida profissional e pessoal e nunca peça a Deus menos problemas, mas ombros fortes, agulhas boas, tecidos baratos para aguentar firme e obter sucessso...
Aproveite cada minuto de seus dias em 2007....
Um beijo para todos....e nos vemos em 2007...
Andrea

Presente de última hora!

Não sabe o que fazer para aquela amiga que compartilha os mesmos gostos que você? Aqui tem um presentinho de última hora, fácil de se fazer e que vai agradar muito! Uma cestinha de costura, completada com uma tesourinha pintada, é um presente bem personalizado.

O que você vai precisar:
Uma tesoura de cabo plástico
Álcool
Um pratinho
Tinta para pintar em plástico e solvente (se necessário) de cores contrastantes
Pincéis
Apetrechos de costura
Uma pequena cesta
Papel Reciclado ou outro papel para decorar a cesta.
Limpe as alças da tesoura ( e as partes de plástico) com o álcool embebido em um pedacinho de algodão. Coloque uma pequena quantidade de tinta em um pratinho (ou se preferir, utilize a tampinha da embalagem de tinta), utilize cores que contrastem bem com a cor da tesoura. Faça flores, sóis, ou outro desenho que você gostar. Deixe a tinta secar por 48 horas antes de secar. Forre a cestinha com o papel, arrange os outros apetrechos de costura junto com a tesoura e voilá!
É um presentinho para quem costura, mas pode virar uma cestinha para quem faz crochê, bordado ou tricô trocando os acessórios.
Dica do site Better Homes.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

Desktop


Gostaram do meu novo background em meu desktop? Cortesia de Australian Patchwork and Quilting! E vocês, o que tem em seus Desktops? Eu já por meses tinha uma imagem da Debbie Mum, mas cansei e mudei para este daqui!

quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

Carta para Noel....


Querido Papai Noel,

Fui uma excelente esposa e mãe este ano, como o senhor sabe, não tenho filhos biológicos mas muitos postiços, incluindo meus bichos domésticos e silvestres (sim, os beija flores, assanhaços, cambacicas orquídeas me dão muito trabalho!). Eu cozinhei, passei, cuidei do jardim, limpei a casa de mais de 300 metros quadrados com zilhões de janelas e com dois quintais enormes sem empregadas pelo menos 4 vezes por semana, fui ao médico do meu marido e ao veterinário mais do que meu próprio médico ou cabeleireiro ou podólogo, deixei de fazer um monte de coisas que adoro fazer em prol do próximo (mais virtual do que ao vivo), passei mais horas em frente ao computador do que eu gostaria do que estar costurando ou bordando. Espero que o senhor atenda todos os pedidos da minha lista este ano, pois só arrumei um tempinho para escrevê-la no verso de uma receita na lavanderia enquanto preparo o almoço que está na panela na cozinha , disputando um espaço com vassouras, rodos, cesto de roupas (ah, pois é, hoje é quarta, dia de lavar roupas!) e baldes, e quem sabe quando vou arrumar mais tempo nos próximos meses ou anos...

Aqui vai minha lista de desejos:

... gostaria de um par de pernas que não se cansam ( em qualquer cor, menos roxa porque eu já tenho!) e braços fortes o bastante para dar conta de tudo isto sózinha, e um par extra para fazer tudo que eu gosto, principalmente o patchwork e bordado. Pensando bem, uns 4 pares de cada já está bom, mas com garantia estendida para todos eles.

... tendo tempo então com estes novos acessórios, gostaria de pedir ao senhor uma sala ou cantinho onde eu possa organizar minhas coisas de costura, realmente, uma mesinha somente não está dando nem para abrir a máquina! O pior é ter que subir e descer com todo o material (inclusive a máquina de costura) a escadaria do sobrado que moro todas as vezes que eu decido costurar e ao final do dia, sem terminar todo o trabalho, recolher tudo e fazer a viagem de volta, já que tenho que preparar o jantar e a mesa tem que ser desocupada!!!

... que o meu marido consiga pelo menos tirar uma semana de descanso em Novembro para o festival de Houston, meu visto americano está para vencer e o senhor sabe que para tirar um novo visto custa-se os olhos da cara! Enquanto o tio Bush estiver com crises de Bin Laden, nós somos muito mal vistos por lá, aliás, qualquer turista!!!! E por favor, convença nossos governantes a darem um jeito na aviação e nos controladores de vôo, senão o senhor não terá horário para distribuir todos os presentes este ano, inclusive os meus!

... ah, as revistas importadas... será que teria um jeitinho de baixar a taxa de envio? Que tal sugerir à Receita federal para subir o limite de 50 dólares para 500 dólares sem pagar imposto de tecidos vindos de fora?

Se for muito tarde para solicitar algum destes produtos, tudo bem,mas gostaria de pelo menos de ter mais tempo de escovar meus dentes e dar um tapa no cabelo na mesma manhã, ou ter o privilégio de ter um belo banho quente de uns 20 minutos ao final de todos os dias sem aumentar a conta da luz.... se o senhor não se importar, gostaria que o senhor me concedesse alguns milagres de Natal: Seria muito trabalho em declarar que um vegetal tem as mesmas propriedades gustativas e calóricas que um pedaço de bolo de fubá ou uma fatia de pão de forma ? Vai deixar minha consciência tão tranquila com relação aos meus triglicérides que o meu médico nem vai acreditar quando for olhar meu exame de sangue!

Bom Noel, a máquina de lavar já está pulando e meu Yorkshire está no meu pé querendo dar uma voltinha no quarteirão antes que faça algum outro "serviço" na minha sala. Ele pensa que o lápis que escrevo esta carta é um ossinho daqueles de pet shop e pula insistentemente nas minhas pernas roxas para pegá-lo. Em cima da mesa tem alguns biscoitinhos de Natal que ganhei de uma amiga que não sabia que eu não podia comê-los por causa dos triglicérides, então, o senhor pode comê-los, mas por favor, não deixe cair migalhas no meu tapete que limpei de joelhos ontem!!!

Obrigada por tudo e tenha um Feliz Natal!


PS: Uma coisinha a mais: você pode cancelar meu pedido de saúde , paz, amor e prospreridade para o mundo porque todas as quilters, de uma forma ou outra, conseguem o longo de todo o ano, transmitir tudo isto diariamente em seus trabalhos e atitudes!
"I like to take my Christmas a little at a time, all through the year." – David Grayson.

terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Tudo é um problema cultural... ou seja, a falta de cultura e o desinteresse de mudar!

Porque ainda não acostumei com a cultura do nosso país? Porque ainda reluto em manifestar algo que pode mudar e muito as condições do patchwork no Brasil para que o mesmo tenha a mesma intensidade e oportunidades como na Austrália e nos USA?
Confesso que ainda não sei, talvez por amar o que faço mais do que o meu bolso. Sim, tudo que fiz relacionado ao patchwork durante estes 6 anos que tenho praticado foi sem cobrar um tostão de ninguém!!! Este é o meu problema!!! Talvez se eu tivesse cobrado e muito para organizar um grupo, uma troca, uma explicação amiga eu fosse mais valorizada, não tanto pela pessoa mas sim pelo ideal de respeitar o outro e não ganhar dinheiro em cima de ninguém, nem mesmo de quem mora a quilômetros da de distância como as australianas, da qual sou categoricamente super fã do estilo e criações...
Será que o povo brasileiro gosta de ser explorado? Sim, gosta! E não me venha com milongas! Tanto que gosta que não luta por uma área mais justa para todas, tanto para aquelas que podem pagar muito caro , tanto para aquelas que não podem pagar tão caro. A cultura deste país prega vender pouco mais aos olhos da cara, ao invés de vender muito, dando acesso a todos a um preço justo. Seguram um grupinho de elite que a qualquer lançamento abrem as carteiras gordas sem ao menos perguntar o preço. É mais interessante este mercado, o do "pinga todo mês com certeza"...
Confesso que desisti, difinitivamente, de argumentar e de esclarecer o quanto é importante a união mais do que o bolso, mas confesso também que de agora em diante, vou pensar mais no meu bolso do que no meu coração....sinto muito!
Sinto porque poderíamos ter uma área muito melhor do que temos hoje e que ao meu ver, não vai sair do lugar, nunca...

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Acabou o senta - levanta!

Finalmente, acabaram-se os problemas do levanta- passa- desliga ferro - senta... já há muito tempo eu pensava em adquirir este acessório, o Mini Iron da Clover pois eu adoro aplicação com heat bond e foundation. Fui a Kikikits no sábado com a intenção de comprar algum livro da Art to Heart, mas como os preços não estavam muito convidativos, preferi investir em algo mais duradouro e útil. De quebra, anda levei o Fusible Web de fita, porque eu odeio ter que prender o viés e ele ficar rebolando pra cá e pra lá rss... como a conversão do dólar está favorável a nós ávidas consumidoras de material importado por falta de opção nacional, valeu a pena o investimento, aconselho a você ter um também! O Shoppíng Iguatemi também está muito bonito com sua decoração de Natal, vale a pena o passeio....

quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

Banindo seus UFOs - Ataque aos Projetos inacabados!

UFos! É um termo que muitas de nós usamos - mas não quer dizer "nada não identificado e que voe". São os nosso projetos de costura ou bordado (ou qualquer outra coisa) que não foram acabados. Infelizmente eles também existem em nossas salas de costura. Então, pegue sua cesta de tecidos, tire-os do armário e leia algumas dicas para não ter mais UFOs! Não há mais desculpas para isto!

1. Escreva um plano completo do seu trabalho antes de você começá-lo, incluindo seu tamanho, os blocos, diagramas e os tecidos que você quer, o tamanho correto para cortar faixas e quadrados, layouts dos blocos, tamanho das bordas, os desenhos que você fará no quilting e finalmente, anotações de todas as mudanças e modificações que você está fazendo. Eu costumo fazer isto no EQ5 mas um bom caderninho de notas já ajuda. Mantenha todos os tecidos e as anotações do projeto separados em uma caixa ou pasta para este propósito. Isto significa que você devolverá o trabalho depois de um tempo para esta caixa ou pasta, e você poderá rapidamente dar continuidade a ele com tudo organizado e em a preguiça de ter que procurar tudo de novo.

2. Costure pelo menos um bloco antes de cortar todo o restante do tecido. Assim você perceberá se existe algum erro no molde ou em suas instruções. Isto é um fator muito importante, quando comecei a costurar meu Dobble Wedding Ring percebi que o molde da revista estava errado e consegui consertá-lo. Fazendo este pequeno gesto você também decide se você gostou de costurar aquele bloco e se você quer realmente dar continuidade naquele projeto. Você também pode determinar se a escolha dos tecidos foi boa e ainda dá tempo de alterar algum tecido ou cor.

3. Se puder, deixe o seu trabalho (se ele não for costurado à máquina ou se vai quiltar à mão) perto do telefone, no carro, etc. Quando uma ligação ficar muito extensa ou chegar a hora do rush no trânsito você pode também ser produtiva. Você pode carregar seu trabalho em uma bolsinha (já estou bolando uma, aguardem novidades!) para passar o tempo como passageira no carro ou na sala da Doutora Ginecologista (ou outro médico, dentista que demore para atender, claro!)

4. Se você sente que está perdendo interesse em um projeto muito grande, diminua-o fazendo uma bolsa ou um painel para pendurar, quem sabe até uma almofada. É mais satisfatório ter alguma coisa completada do que uma pilha de blocos sem terminar, não é?

Mas, eu já tenho um monte de UFO´s!!! Ok, dê um pulo no meu novo Blog Unfinished Object Club, junte-se a nós e divida sua experiência conosco, com certeza estaremos juntas para dar um fim a todos eles!

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

Brasil Patchwork Show

Mais um evento em SP voltado para o ramo do patchwork, agora organizado pela WRSP, a mesma que faz as feiras de Scrapbooking no mesmo local, o Centro de Convenções São Luiz.Visitando o site oficial percebo que será mais um evento que agregará lojas e ateliês com stands de vendas (principalmente) e cursos, que ainda não foram divulgados no site. Mas, sem um diferencial, será que atrairá sempre as mesmas pessoas? O outro evento de patchwork em SP geralmente ocorre em Julho, com as mesmas lojas, etc...etc... Quando os ateliês, lojas e responsáveis pelo setor em SP vão organizar um campeonato de Patchwork para que SP entre também no roteiro de gente criativa do nosso país? Entra ano e sai ano e nada da cidade (ou região) ter este prazer para nós paulistas podermos receber trabalhos lindos de todo o lugar do Brasil. O aquecimento do setor não se dá somente pelas vendas nos stands minha gente, mas também botando pra fora toda a nossa criatividade!
E perdoem-me os organizadores.... o meu Brasil é com S, e com muito orgulho!

I have to quilt just as I have to breathe...


Tulipinhas
Originally uploaded by Andrea Mil Pontinhos.

Quando li um pensamento do autor Isaac Asimov ,“I have to write just as I have to breathe”, meus pensamentos voltaram para amigas quilters, bordadeiras e outras que adoram trabalhos manuais. Você também tem que fazer artesanato como tem que respirar?

O Patchwork é algo que traz para mim um estilo de vida. Envolvo-me com meus projetos, meus blogs e grupos de troca, aprendo novos tipos de blocos e costura, visito exposições e uma série de outras coisas que fazem bem para a cabeça. Além do patch também adoro bordar e estou envolvida em combinar estas duas técnicas atualmente. E vocês? Respiram patch? Não podem viver sem ele?

Pensei que fossse terminar o QM da Lido este ano, não deu! Chegaram meus books da Australia e tem tanta coisa linda que precisaria de ser um polvo para dar conta de tudo... este é um mal de quase todas nós, mal começamos um trabalho e já queremos começar outro e outro sem terminar o primeiro, isto tem cura??? Seria uma síndrome???

A versão Beta do Blogger hoje não deixa ninguém postar fotos, então a solução é Flickr mesmo! Espero que resolvam isto rapidamente...

sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

Pets and Quilt Show

Lembram-se da mostra de imagens de animais e quilts da Quilt University? Pois estão, ela já está on line! Tem de tudo, gatos, cães, ursos, pagagaios...um mais bonitinho que o outro!
Acima nós vemos uma Shih-Tzu de 4 anos chamada Sassie. Ela faz um teste drive em todos os Quilts da Suzanne de Idaho nos USA!

Não deixe de visitar!


Art to Heart

Demorei mas finalmente ele saiu! Agora contamos com um espaço para as amantes do trabalho da Nancy da Art to Heart, se você gosta, tem que participar rsss..



Um ótimo dia para vocês!

Observações : o Blog foi desativado

quarta-feira, 1 de novembro de 2006

Reforma no Jardim

Pois é, ando super ocupada com outra atividade que adoro fazer: jardinagem. Depois que resolvemos limpar os quintais tirando tudo quanto era arbusto ou árvore que há mais de 20 anos não eram tratados, neste último mês foi a vez de replantarmos algumas plantinhas já existentes e colocar uma muda de Hortênsia, planta esta que já sou apaixonada faz tempo e não tinha epaço para tê-la, agora, com tudo organizado, ficou muito mais fácil. Quando vou à Campos do Jordão fico maravilhada (isto quado o prefeito não resolve podá-las radicalmente) e em Gramado então nem se fale!Para tratar das hortênsias direitinho, o plantio em jardins pode ser feito em qualquer época do ano, desde que tenha irrigação.Quanto aos solos, elas aceitam uma enorme gama de tipos de solo, desde que sejam profundos e bem drenados (hortênsias não gostam de áreas encharcadas). Suportam bem as temperaturas frias. Qto ao pH, elas gostam de solos próximos ao neutro (pH 7), em solos ácidos e com alto teor de Alumínio Al3+ apresentam floração azul, e em solos pouco ácidos e sem Al3+ apresentam cores variando do rosa até o branco dependendo da variedade. Podas são apenas de natureza estética, não as necessitando anualmente como é apregoado popularmente.Para deixar o solo mais ácido, para obtenção da coloração, azul nas flores, adicione sulfato de alumínio no canteiro (reagente de uso para piscinas). Adube bem suas plantas que elas darão belas flores. Primavera, não tem época melhor para se replantar tudo? Plantas, idéias e pensamentos... eu adoro a primavera!

quarta-feira, 25 de outubro de 2006

Crochê + Patch = Lindo Trabalho!

Esta semana terminei as faixas de crochê para o meu painel de casinhas country (aquela casinha inconfundível - barn), pena que ainda não consegui fotogafar para mostrar o processo de criação. Agora só fata os bicos de crochê, depois vai tudo ficar na caixa para ser costurado junto com as casinhas. Confuso não? Sem imagem fica difícil, mas o resultado vai ficar bom! Eu adoro misturar técnicas e nada mais no estilo country do que o crochê. Ainda devo fotografar tudo para colocar na apostila do registro que enviarei para a BNRJ, registando tudo de uma vez fica mais barato, o duro é saber quando poderei tirar a máquina de costura da caixa.... mas um dia chego lá.