terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Tudo é um problema cultural... ou seja, a falta de cultura e o desinteresse de mudar!

Porque ainda não acostumei com a cultura do nosso país? Porque ainda reluto em manifestar algo que pode mudar e muito as condições do patchwork no Brasil para que o mesmo tenha a mesma intensidade e oportunidades como na Austrália e nos USA?
Confesso que ainda não sei, talvez por amar o que faço mais do que o meu bolso. Sim, tudo que fiz relacionado ao patchwork durante estes 6 anos que tenho praticado foi sem cobrar um tostão de ninguém!!! Este é o meu problema!!! Talvez se eu tivesse cobrado e muito para organizar um grupo, uma troca, uma explicação amiga eu fosse mais valorizada, não tanto pela pessoa mas sim pelo ideal de respeitar o outro e não ganhar dinheiro em cima de ninguém, nem mesmo de quem mora a quilômetros da de distância como as australianas, da qual sou categoricamente super fã do estilo e criações...
Será que o povo brasileiro gosta de ser explorado? Sim, gosta! E não me venha com milongas! Tanto que gosta que não luta por uma área mais justa para todas, tanto para aquelas que podem pagar muito caro , tanto para aquelas que não podem pagar tão caro. A cultura deste país prega vender pouco mais aos olhos da cara, ao invés de vender muito, dando acesso a todos a um preço justo. Seguram um grupinho de elite que a qualquer lançamento abrem as carteiras gordas sem ao menos perguntar o preço. É mais interessante este mercado, o do "pinga todo mês com certeza"...
Confesso que desisti, difinitivamente, de argumentar e de esclarecer o quanto é importante a união mais do que o bolso, mas confesso também que de agora em diante, vou pensar mais no meu bolso do que no meu coração....sinto muito!
Sinto porque poderíamos ter uma área muito melhor do que temos hoje e que ao meu ver, não vai sair do lugar, nunca...