quarta-feira, 16 de maio de 2007

Natal...


Em meio aos meus furos nos dedos das aulas de quilting e trapunto, não pude resistir ao mais novo lançamento da Art to Heart, Star of Wonder, são mais de 25 projetos alusivos ao nascimento de Jesus. Começar a pensar no Natal em Maio é muito bom, porque quando chega esta época, os trabalhos já estão prontinhos para enfeitar a casa ou presentear quem amamos. Este ano pretendo fazer o Joy the World também da Art to Heart, além de decorar um painel pré-impresso do Advento. Meu schedule vai estar lotado... e vocês, gostam de costurar coisas para o Natal?

quinta-feira, 10 de maio de 2007

O frio....

De quarta-feira para cá aqui em São Paulo, tivémos uma queda brusca de temperatura de aproximadamente .... 15 graus...que organismo humano resiste a tanta judiação??? O meu então, nem se fale!!! Na semana do dia primeiro de maio houve uma pequena queda de temperatura e eu quase fiquei internada devido a gripe, ontem foi um festival de espirros e vitamina C. O inverno para nós alérgicos é a pior estação do ano, eu odeio andar encapotada, entrar em lugares que não estão preparados para baixas temperaturas, além do mais que 10 graus no Brasil é diferente dos 10 graus de uma Alemanha por exemplo, além de termos um inverno estremamente úmido, a sensação térmica é de que está nevando aqui, um verdadeiro horror!! Se o frio veio para ficar eu não sei, só sei que é a época para ficar mais em casa e aperfeiçoar os pontos, principalmente aqueles que são feitos a mão. Estou envolvida em 3 aulas diferentes na Quilt University, o que tem ocupado bastante meu tempo, aprendendo técnicas novas com excelentes instrutoras a um preço mais acessível do que muitas professoras aqui no Brasil. Infelizmente não temos tantas instrutoras que gostam de trabalhar a mão, devido a falta de praticidade e o tempo que isto consome, além de só ensinarem o B+ A = BA a preços absurdos. Em algumas lojas a fila de espera para uma aula é de dois anos....Com a praticidade da internet parece que estou lá com as instrutoras, e o melhor de tudo, não sou avaliada pelo que tenho e sim pela minha capacidade de aprendizado, além de economizar tempo no transito. Eu aprendi que ao longo destes meus 30 anos de agulhas o que importa mesmo é a satisfação de ver seu trabalho pronto, não importa o quanto ele demore para ser feito. No último festival de Houston uma dobradinha de duas senhorinhas me chamou muita atenção: uma delas fez o bordado de ponto cruz em 18 meses e a outra vai saber quanto tempo demorou para fazer o quilting à mão de uma whole cloth... o resultado? Não deu outra: terceiro lugar na cabeça! E uma delas fez um whole cloth sózinha e ganhou o primeiro lugar, o valor dos prêmios? Cerca de 5 mil dólares...O inverno será bem produtivo este ano, pelo menos eu espero!!! Espero que o dólar continue tão baixo como as nossas temperaturas para ajudar no sentido financeiro também...
Na última edição da Australian Country Threads que chegou na semana passada, uma publicação especial sobre Stitchery com 148 páginas,combinando o bordado com o patchwork envolto em tons de rosa e flores, mais uma vez o dia das mães em questão...um catálogo de tecidos a preços muito convidativos, com a queda do dólar (o dólar australiano é mais barato ainda), quase fica mais barato comprar tecido do outro lado do mundo do que os daqui em algumas lojas.. concorrência... é hora dos detentores do monopólio do tecido aqui no Brasil dar mais valor ao seu mercado consumidor, ou serão engolidos, todas nós sabemos que os tecidos importados tem uma gama muito maior de variedades e com o preço mais acessível, a tendência é migrarmos para "o que é bom", mesmo não tendo o mesmo preço do nacional, pois o nacional não se encontra e não tem variedade infelizmente...
Happy Stitching! Não digo feliz inverno porque o mesmo ainda não começou...rssss