sexta-feira, 29 de junho de 2007

"A oração é sempre atendida"

Um bloquinho singelo, mas carregado de boas energias para uma amiga que passa por um momento difícil,este foi para a comunidade PPA do Orkut, gostaria de agradecer a Jane Lopes pela iniciativa.

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Sidney Quilt Show 2007


"Renaissance" foi inspirado em um painel Italiano originário do século 18 do salão do Governo de Damasco na Síria. Para ser completado foram gastas mas de 17.000 horas . Sem comentários..... para conhecê-lo e saber mais detalhes de todo o festival é só visitar:

http://www.quiltersguildnsw.com/QS2007/bestofshow2007.html

Boa Viagem!!!! Ainda bem que temos a internet...

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Eles chegaram!!!

Depois de 23 dias, meus livros da Nancy chegaram!!!!! Agora está difícil escolher qual trabalho fazer primeiro.... às vésperas de uma mostra de patchwork em São Paulo onde algumas lojas vendem os livros da Nancy a 80 reais, paguei cada um deles cerca de 40 já com as despesas inclusas. E o melhor, o mais novo lançamento da Art to Heart, Star of Wonder, lindo!!!! Além dele comprei também o Angel Among Us, Cottage Charms e o Easy does it for friends. Nem preciso dizer que minha aula de aplicação ficará agora para sábado! Boa semana para todas vocês!

segunda-feira, 18 de junho de 2007

Aula de Aplicação

Sábado foi a primeira aula de aplicação com a Nila Morrison, ela deu uma idéia de materiais que usamos, e bota material nisto. É uma pena que não encontramos a metade deles aqui no Brasil, muito bem explicado, ela também deu uma lição de casa para acertar o ponto de aplicação. Vou tentar fazer em um bloco da Lidoquilt de um BOM e ainda não terminei. A segunda aula é no próximo sábado e vou esperar ela explicar o tal da vira da agulha que para mim é um bicho de 7 cabeças.A aula do Arabesco com a Martine acabou no sábado e o meu trabalho nem saiu do molde, vai ficar muito lindo quando terminar. Esta semana vou praticar o ponto de aplicação e a aula de quilting que já apagou do pano. Vamos ver se me animo!O tempo continua muito seco e o meu nariz acompanha a previsão de tempo. Domingo arrumamos o jardim da frente, ficou bom, agora tenho que plantar as ervas que compramos no sábado no quintal do fundo.Pra quem não é rico pra fazer aula no Senac nos resta as aulas da QU, na minha sincera opinião, muito melhores....

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Aulas e mais aulas

Depois que descobri a Quilt University percebi que não preciso fazer cursos pagando os olhos da cara. Os preços do Senac para Julho no festival deste ano estão caros e com cursos repetidos. Na enquete no Orkut respondem que estão caros, que deveriam ser gratuitos mas as pessoas pagam 240 paus por um curso básico. Agora sem a responsabilidade do Swap Room estou encontrando tempo para me aperfeiçoar. Já estou com 5 aulas completadas na QU, quero que o meu arabesco fique perfeito, nem que eu tenha que fazê-lo a 10 por hora!Os dias estão bem amenos, sem aquele terror de frio!!! Odeio o frio! Com este clima seco meu nariz só fica entopido e ressecado, é um horror!Estou tão empolgada com o meu arabesco, apesar da dificuldades de adequação de materiais e do sobe e desce, acho que subo e desço a escada pelo menos umas 15 vezes e deixo as coisas esparramadas na cozinha (mesa de luz) e na sala.Amanhã começa minha aula de Neddle Turn Aplique, ou eu aprendo ou aprendo, não tem mais conversa!

Neddle Turn Applique


Ou mais comum: "vira da agulha" é método de aplicação, olhando parece fácil, não é? Não para mim. Minha vira da agulha precisa ser incrementada e aperfeiçoada e resolvi de vez praticar em uma aula na QU com a Nyla Morrison, é o que farei nestas 3 próximas semanas, arrumei um arabesco para fazer cheio de curvas e pontas, mas quero que este trabalho seja um pouco mais perfeito. Procurei material em português sobre o assunto na net e não encontrei, somente em inglês para exemplificar melhor, mas acredito que depois de tantas curvas e pontas na aula poderei mostrar algum trabalho para vocês.

quarta-feira, 13 de junho de 2007

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Entrepanelas e Entrelaçadas..


Eu já conhecia a Dragonetti pelos comerciais do Chef Alan, já que ele inclue em sua aparelhagem de cozinha algumas coisinhas (ou quase tudo) que se vende na Dragonetti. Um dia paramos em um semáforo em frente a Dragonetti e o vendedor que fica na porta disse "Pode entrar moça!" Como meu marido estava com pressa,(ou preocupado com a carteira) não visitamos a loja naquele dia. Nesta sexta feira com a desculpa de comprar uma inocente faca, já que as minhas já não estão lá estas coisas, pedi ao meu marido para ir até a Dragonetti... você não dá nada pela loja porque é uma bagunça muito bem organizada em duas garagens na av Santo Amaro, mas você encontra de tudo, tudo mesmo, para cozinha e outras prendas domésticas, e o melhor, com um precinho muito bom... você acredita que só foi a faca pra casa???? Não, não é... sai de lá com formas, táboas, medidor de espaguete... nossa muita coisa legal!!! Eu sei que não é o para você ficar na cozinha, mas nada como ficar por lá com tanta coisa que ajuda e agrada nesta árdua tarefa....
Depois, fui até a Entrelaçadas, outro lugar que eu também gosto muito de visitar, não só pelas belezuras que se tem na loja, mas pelo atendimento que o pessoal nos dá, não importa se você compra 1 metro de pano ou a loja toda. Aproveitei para comprar tecido para o avesso do meu trabalho que estou fazendo na Quilt University. Se você não pode ir à loja você pode conhecer o pesoal da Entrelaçadas na Feira do Senac este ano, eles estarão por lá.
Ambos os sites são interessantes, mas eu recomendo que você vá até a loja, principalmente na Dragonetti, porque no site não se tem nem 1 por cento do que se tem naloja!
Enfim, o feriado foi até que gostoso, sem frio finalmente....

quarta-feira, 6 de junho de 2007

O preço justo...

Nos próximos meses teremos o início de alguns dos mais tradicionais festivais de quilting e patchwork no Brasil. Alguns expositores, alguns patrocinadores, instrutores conhecidos (devem ser) e uma pergunta que fica no ar. Qual será o preço justo de uma aula no setor? Não digo de uma aula com técnicas, mas uma aula para que a pessoa possa ter contato in loco com o patchwork, esquivando-se das revistas publicadas no Brasil nas bancas (de qualidade duvidável) e dos altos preços de uma aula em qualquer loja.
No Orkut, na Comunidade PPA, existe uma enquete onde a pergunta feita é sobre os festivais de patchwork no Brasil, o que mais "ataravanca" os festivais para que os mesmos tornem-se conhecidos e frequentados. Uma das respostas disparadas é o custo das aulas e dos materiais. Infelizmente o patchwork é feito por uma camada elitizada, onde paga-se muito caro (ainda) em um festival de patchwork por uma aula. Fora os custos de hospedagem e condução, as pessoas ainda tem que enfrentar os valores das aulas. Quem vem de longe vem para fazer várias aulas e não somente uma, É frustrante você vir do Rio Grande do Sul para São Paulo e fazer uma ou duas aulas pelo seu alto custo ou vice e versa, aulas às vezes, que pode-se encontrar em sua cidade natal. A ida a um festival é uma festa, um encontro... cada vez mais difícil para quem não é da elite, ou seja, quem não tem um pouco mais de dinheiro.
A falta de união dos lojistas, professores e patrocinadores que organizam estes festivais também é um contraponto, já que quem sai sempre perdendo são os consumidores. É isto que o setor realmente deseja? Manter uma elite que nunca pergunta o preço quando compra tecido, material ou revista, ou aula? Ou divulgar uma arte tão linda, que somente com linha, agulha, tesoura e alguns tecidos podemos fazer trabalhos dignos de festivais americanos?
Qual seria o preço justo de uma aula em um festival de patchwork? Creio que a maior intenção de um Festival seja a divulgação do Patch em si, todos saem ganhando independente do quanto vai se lucrar com isto, mas se formos pensar somente no lucro ( e como só pensam nisto neste Brasil) infelizmente não sairemos do lugar.
Cacife e tarimba para bancar aulas gratuitas todos os festivais tem, patrocinadores, lojistas e cia.. é só ter força de vontade. Mudando da água para o vinho, a Artesanal que acontece no mês de Julho na mesma semana do Senac terá todos os seus cursos gratuitos, incluindos os materiais,pagando uma entrada de R$ 5,00... são aulas básicas, assim como poderia ser o nosso patch, porque não??? Agora, pagar por uma visitação de lojas somente não dá, mesmo que seja um quilo de alimento não perecível... Outra coisa também é o foco desviado de alguns festivais que convidam e dão destaques a gente que nem faz parte da área, como griffes de alta costura, dando valor e destaque para chamar público (?), qual seria a função destas griffes em um festival de patchwork???
Se tem gente pagando não importa, vamos continuar do jeito que está, não é?... infelizmente escutei isto da boca de um lojista....
Para quem vai aos festivais sejam mais seletivas, sei que tudo é festa, mas não vamos pensar somente nos nossos umbigos. Uma das prioridades do patchwork é a união de retalhos e pessoas, pena que esta premícia esteja muito esquecia nos dias de hoje.

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Swap Room

Hoje estou aqui para oficializar o fechamento do meu (nosso grupo) Swap Room. Para quem ainda não conhecia era um espaço onde eu mantinha sobre trocas de tecido e blocos de Patchwork, mas após 2 anos e alguns dias resolvi passar a bola e quem a agarrou com muita dedicação foi a amiga Sandra , fico imensamente feliz por ela e por todas que de uma forma ou de outra continuarão juntas, trocando paninhos e dando continuidade às suas trocas, o novo espaço chama-se Patch Dolls, e está sob nova direção. Parabéns meninas, me orgulho muito de vocês e desejo muito sucesso e principalmente, respeito.... lembrem-se disto!

Pano com Pano

Se existe algo que eu gosto de fazer é divulgar quem trabalha seriamente com o patchwork, e hoje falo da Pano com Pano da amiga Sandra Pagano. Aproveitando a deixa do dia dos namorados , porque não dar um pulo na Pano com Pano?, tem muita coisa bonita feita por lá e original, coisa que ultimamente não se encontra muito por aí. Além dos trabalhos da Sandra, o site também conta com a Galeria da Amizade, trabalhos de outras pessoas também que fazem patchwork. Não deixem de visitar a Pano com Pano.