terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ajustando seu trabalho de crochê


(imagem: talking crrochê)


Você já se viu em um trabalho de crochê por horas a fio, e quando finalizado, você acredita que ele precisa de um acabamento especial para colocá-lo "na forma" (ou endireitá-lo) para deixa´-lo com um ar profissional ou mesmo elegante? Se o medo de "esticá-lo" de maneira errada assusta as vezes vou dar uma mãozinha. Darei algumas informações básicas para ajudar a entender qual a melhor maneira de "ajuste" para cada trabalho.

O trabalho de "ajuste de formato" ou  finalização de seus projetos é feito usando-se umidade e algumas vezes calor. O ajuste adequado de um trabalho, como por exemplo, uma toalha ou um centrinho de mesa pode ser feito de maneira que o mesmo fique com a aparência "redonda" ou "ovalada" perfeitamente. Muitas vezes ao finalde uma toalha feita com linha fina resulta em círculos não perfeitos. As laterais e topo e o "pé" do trabaho (quando este é retangular ou quadrado) não são fáceis de se ajustar, isto também inclue os trabalhos que são menores.

Existem 3 diferentes métodos de ajuste de peças em crochê, e sabendo qual usar e cada trabalho em particular faz a difrença no resultado final. Escolher o método correto de ajuste depende do que o trabalho é (toalhinha, centro de mesa, trilho) e qual o tipo de fio que foi usado. Alguns itens são são adequados para se ajustar, como peças tridimensionais que são dificieis de se manipular, ou trabalhos muito pequenos como enfeites de natal. Inclusive alguns fios não são adequados quando falamos em ajuste.


Vamos começar?

Você precisará de uma táboa de ajuste, pode ser uma táboa de passar relativamente larga, um ferro ou um ferro a vapor, uma garrafinha de spray (daquelas de pulverizar vasos de flores), amostras dos fios que você utilizou no seu trabalho ou as etiquetas que vem nos fios (com as informações de fabricação dos mesmos). A táboa de ajuste precisa ter uma superfície reta e larga o suficiente para acomodar a peça a ser ajustada (ou peças se couberem mais que uma). As peças deverão estar completamente ajustadas na táboa e não podem ficar "sobrando" ou com as pontas caidas. Eu uso geralmente para toalhinhas de crochê uma folha de isopor quando o processo é a frio e quando é a vapor, uma táboa antiga de passar roupas.

Sua táboa de ajuste deverá ficar em um local onde não deverá ser mexida até que o processo de "ajuste" termine, no qual poderá demorar alguns minutos ou , às vezes, mais que um dia, depende das circunstâncias. Nesta táboa será necessário utilizar alfinetes, líquido e calor. Para ajustar trabalhos grandes como mantas ou xalezinhos, por exemplo, uma caminha de hóspede, uma mesa bem acolchoada com cobertor ou até uma parte do carpete bem forrada será ótimo para fazer o processo (cuidado com o calor em cobertores e carpetes pois mesmo estando forrados com lençol ou outro tecido que aguente o calor o mesmo pode "passar" e danificar tecidos de acrílico).

Como escolher o método de ajuste?

Os ajustem podem ser descritos como molhados, secos ou frios. O método que você escolherá depende do fio trabalhado, o uso final da peça e suas próprias preferencias.

A primeira coisa a ser feita é ler a etiqueta do fio trabalhado. Se fios diferentes foram combinados no trabalho (por exemplo, você utilizou um fio de algodão e outro de seda), o fio mais delicado deve ser levado em conta na hora da escolha do método de ajuste. A maioria das fibras naturais como lã (lã mesmo, não lãs acrílicas!!!!! tome muito cuidado com isto!) e  algodão  podem ser usados os métodos  de ajuste molhado ou seco. Alguns fios sintéticos não tiram proveito do "ajuste" e podem, de fato, ser ainda mais deformadas pelo ajuste descuidado. (acredito que você já tentou "esticar" um trabalho com lã muito acrílica e o mesmo deformou de tal amaeira que mesmo desmanchando o trabalho para fazê-lo novamente a fibra também alterou!)

É sempre aconselhável fazer um teste com uma amostra do trabalho a ser crochetado, um benefício adicionado é que você igualmente terá uma parte para praticar o "ajuste" para se certificar que você está usando o método apropriado. Por exemplo, você sabe que o uso demasiado calor pode " matar" o fio acrílico, fazendo o brilho se tornar fosco?  É melhor para destruir sua amostrinha do que um trabalho inteiro.

A ajuste " molhado" é apropriado somente para aqueles fios que toleram que a peça seja mergulhada em um líquido. Lave um pedaço da amostra primeiramente, se desejado, ou molhe-a completamente e esprema delicadamente toda a água da peça. Não torça ou aperte demais! Para trabalhos bidimensionais, coloque a parte da peça  horizontalmente, e delicadamente , dê forma nas medidas desejadas. Alfinete a peça firmemente no lugar. Para peças tridimensionais, encha o trabalho com saquinhos de supermercado plásticos. Para trabalhos redondos, sopre um balão (bexiga) ao tamanho desejado dentro da peça. Deixe a peça isolada até que esteja completamente seca. Você pode acelerar o processo de secagem com um ventilador ajustado perto da peça. Algumas fibras aceitam muito bem também uma mistura de goma leve para endurecer o trabalho caso ache necessário e adequado.

O ajuste seco é apropriado para as fibras que podem tolerar a umidade e o calor (vapor). Alfinete o trabalho na forma desejada e tamanho na táboa (ou superfície) de ajuste. Os alfinetes devem estar próximos e  uniformemente espaçados  de modo a  não distorcer a peça. As vezes utilizo uma folha de papel quadiculado para ajustar a peça com os alfinetes garantindo a forma exta que quero (é muito bom para peças como toalhinhas). Segure  um ferro a  vapor uma distância de 3 cm ou o mais acima da peça, aqueça bem a superfície. Não permita que o ferro toque na peça e não  pressione. Após esquentar, deixe a peça descansar até que esteja completamente fria e seca. Borrifar um pouco de produtos tipo "passe bem" antes do procedimento também ajuda muito a fixação do formato da peça.

O ajuste a frio pode ser usado em fios na qual toleram a umidade mas não o calor. Alfinete a peça na táboa de ajuste como no método a seco. Pulverize água limpa até que a peça esteja completamente enxarcada. Se algumas áreas do trabalho  persistirem em ficar retas use alfinetes adicionais ou pressione com sua mão por alguns segundos (é impressionante o que o calor de uma mão possa ajudar!). Deixe a peça secar, novamente, um ventilador ajuda muito para acelerar este processo completamente.

Agora que você conhece diferentes maneiras de ajustar seu trabalho em crochê e qual método é o melhor, espero que você se sinta mais segura para ter um passo a mais nos seus trabalhos e deixá-los com um acabamento muito melhor, o mais importante de tudo é fazer aquela amostrinha , testar o método escolhido e verificar se está adequado para sua utilização ou seu gosto.

Se você tiver seu próprio método e desejar compartilhar fique a vontade também!!!

Um abraço!